Saúde que vem das águas!

É quase um senso comum: boa parte das pessoas sabe – de algum modo – que comer peixe faz muito bem à saúde. Os fundamentos sobre esta questão são tantos que a OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que cada pessoa consuma cerca de 12 quilos da carne por ano. Dados nacionais da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares) de 2008 e 2009 apontaram que o consumo anual de peixe do brasileiro seria de nove quilos por habitante.

Entre os benefícios mais cogitados da ingestão regular estariam a ação oxidante que previne problemas cardiovasculares – a partir do aumento do bom colesterol no organismo – principalmente através dos ácidos graxos (como o Omega-3), presentes nos pescados frescos e, em quantidades significativas, nos peixes de águas profundas como o salmão e o atum.

Aqui no Brasil o Ministério da Saúde tem até campanha para que os pescados estejam cada vez mais no cardápio verde-amarelo e recomenda comer a carne, pelo menos, duas vezes na semana, como uma medida alimentar de prevenção, não apenas das doenças do coração, mas, também, para estimular a boa memória.

Para quem gosta da ideia de sempre ter peixe no cardápio não perde nada em conhecer as possibilidades frescas do Kindai: assados, grelhados, condimentados, em sushis, sashimis, niguiris ou criações exclusivas, o Kindai tem inúmeras opções deliciosas tanto para o almoço, quanto para o jantar!

Pra conferir todos os horários de funcionamento e conhecer as receitinhas servidas por lá, acesse: http://www.kindai.com.br/

Conheça
kindai.com.br
Curta
Kindai-Campinas
Siga
@kindaicampinas

 

 

Menu japonês, no Inverno?!

Lámen em caldo Especial_Julia Campos 2                                                   Fotos: Julia Campos  – Arquivos Rede Vitória Hotéis

Nem só de sushi e sashimi vive a culinária japonesa no Brasil. Com as temperaturas baixas há quem pense em aposentar o hashi, mas, é exatamente este  clima ameno que proporciona uma oportunidade extra para provar outras receitas tradicionais do menu oriental.

Algumas dessas possibilidades pontuais são os clássicos caldos Lámen. A tendência é recente na capital paulista, mas, releituras e alternativas já estão disponíveis em Campinas, servidas em tigelas adornadas, cheias de sabores. No restaurante Kindai, por exemplo, um cardápio exclusivo, com três possibilidades do mesmo tema será oferecido até o final do inverno. Lá o macarrão Lámen é servido em caldo fumegante, rico em umami, em combinações sugestivas. Dá para optar entre a versão leve com milho-verde, acelga, cenoura fatiada, cogumelos frescos, tofu, brócolis, cebolinha e alga Nori; quem gosta de frutos do mar pode escolher o Lámen com grandes camarões, ovo, Shitaki, milho-verde, alga Nori, Mayashi, cebolinha, Tikwa e Kamaboko e, por fim, há ainda a versão, servida em Caldo Especial com fatias de barriga suína grelhada, ovo, alga Nori, cebolinha, Kamaboko e Tikwa.

Estas possibilidades custam entre R$28 e R$48. Vale lembrar que o Kindai está aberto, para os almoços, de terça a sexta, do 12h às 15h, sábados, domingos e feriados das 12h às 16h e, para os jantares, de terça a domingo das 19h às 23h30.

 Quer conhecer outras possibilidades quentes do menu Kindai? 

  • Hot Roll – rolinhos de salmão com cream cheese, Shimeji, camarão e cebolinha;
  • Ebiten Shake – Rolinhos de camarão empanados, enrolados em salmão no salmão, cream cheese, cebolinha e molho agridoce;
  • Teppan de lulas – anéis de lula na chapa servidos com legumes na manteiga, com saquê e shoyu;
  • Tempurás misto com camarão, peixes brancos e vegetais empanados ou somente camarão;
  • Kindai no Shakkeyaki salmão grelhado com risoto de Shimeji e molho cremoso de Jack Daniel’s
  • Frutas caramelizadas: banana, maçã ou abacaxi envoltas de caramelo quente.